O APOCALIPSE

 

          ÍNDICE

1 – As Sagradas Letras           II Tm 3:15

2 – Quatro Bestas revelam o futuro - Dn 8:26

3 – E a Verdade Vos Libertará Jo 8:32

4 – A Estratégia do Inimigo Ap 17:5

5 – O Anticristo e suas Meretrizes – Is 4:1

6 – E Lançou a Verdade por Terra – Dn 8:12

7 – A Verdadeira Igreja do Criador – Ap 12:17

8 – O Criador coloca o Seu selo sobre nós – Ap 7:1-3

9 – O Santuário do Criador   Ex 25:8

10 – A Maior Profecia do Criador – Dn 9:25

11 – As Duas Mil e Trezentas Tardes – Dn 8:14

12 – O Juízo Final; você tem medo? - Mt 25:46

13 – Os Livros do ETERNO – Ap 3:5

14 – Lei ou Graça? - Jo 4:10

15 – As Bestas do Apocalipse Mt 7:15

16 – Sete Pragas contra este mundo – Is 33:16

17 – Finalmente! - Mt 24:30e31

18 – Os Porta-vozes do Criador – Am 3:7

19 – Quem Será Levado e Quem Será Deixado? – Mt 24:40

20 – Os Dons do Espírito, que é Santo! – I Co 12:4

 

Atos 20:28 - Agora, olhem por vocês próprios e pelo rebanho do Maoro’eh Yaohushua. O RUK’HA HOL’KODSHUA (YAOHUSHUA, em espírito onipresente) vos constituiu zaokan’yao (anciãos) para alimentar a sua Oholyao, que Ele comprou com o Seu próprio 'DAM' (sangue).

ESN/EUC – Escrituras Sagradas segundo o Nome, Edição Unitariana Corrigida by CYC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Curso: ...e a Verdade vos Libertará!

LIÇÃO 11

As Duas Mil e Trezentas Tardes...

Vamos recapitular um pouco sobre o que temos estudado: Vimos que um dia o CRIADOR desejou habitar entre os homens e para isto ordenou que Moisés/Mehushua Lhe construísse um santuário. Este Santuário deveria ser construído segundo as orientações, ou seja, um modelo que o ETERNO mostrou em visão para Moisés/Mehushua...

Neste Santuário havia três importantes divisões que eram o Pátio, onde qualquer pecador poderia permanecer e era ai que eram mortos as ofertas pelo pecado... Neste pátio havia uma tenda com duas divisões. Na primeira divisão, que sabemos ser a parte santa, qualquer sacerdote poderia fazer as ofertas pelo pecado e solicitar também perdão pelos mesmos.

Separando esta parte havia uma cortina ou véu que dava acesso à parte santíssima, o Santo dos Santos! Ali havia a Arca da aliança cuja tampa simbolizava o trono do ETERNO e somente o sumo-sacerdote, uma vez por ano, poderia entrar para fazer a purificação do mesmo com o sangue de um bode perfeito, derramado lá no pátio... TUDO ISTO era sombra do que deveria acontecer nos céus e foi sobre isto que em Dn 8:14, se disse que aconteceria:

Ele me disse: Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado.

(Dn 8:14 RA).

Para podermos entender onde se aplicaria estes tais 2.300 dias, estudamos também a explicação que o Anjo deu a Daniel/Dayan’ul (cap 9) e que ficou conhecido como a Maior Profecia do ETERNO: As Setenta Semanas...

No ponto em que se iniciou as Setenta Semanas (457 a.Y.), a IASD somou 2.300 anos e chegou ao ano de 1844. Neste ano, muitos esperavam a Volta de Cristo para purificar a Terra que julgavam ser o santuário da profecia... Houve grande decepção, pois Cristo não Veio!

Nestes dias as igrejas esvaziaram-se. Porém uns poucos perseverantes, voltaram às Escrituras e lendo o livro de Hebreus, entenderam que o Santuário a que se referia a profecia era o Santuário Celestial e então concordaram que naquele ano Cristo estaria entrando na parte Santíssima do Santuário Celestial, indo de encontro às Escrituras... E, para comprovar a NOVA interpretação, serviram-se das visões da recém eleita profetiza, EGW; que chegou a afirmar que a Porta da Graça havia sido fechada nesta data e que após SETE anos Cristo, finalmente viria!

A purificação que Hebreus se referia era aquilo que anualmente era feito simbolicamente no Santuário terrestre, quando o sumo-sacerdote entrava para purificá-lo das imundícias causado pelos pecados... Ali, então, o sumo-sacerdote declarava PERDOADO todo pecado confessado.

No entanto, aquilo apenas tipificava o que Cristo faria com o Seu próprio sangue na cruz. Portanto, desde a ascensão do Messias, estamos em pleno Juízo, pois como vimos na lição anterior, cada um que morre JÁ está com o seu destino selado (Dn 12:2).

 Já não nos resta muito tempo, pois os sinais apontam para a Breve Volta do Messias e até este dia, teremos que ter tomado uma decisão a favor da vida...

Vamos voltar à interpretação da profecia com a seguinte pergunta:

Então qual é a REAL interpretação sobre as 2.300 tardes e manhãs?

Vejamos: Naqueles dias da última semana apareceu João/Yaohukhanan, o Imersor, pregando no deserto de Yaohu’dah, dizendo: “Arrependei-vos porque é chegado o Reino dos Céus” (Mt 3:1-2); cumprindo Is 40:3; e, isto aconteceu no primeiro dia literal da semana nº setenta...

João/Yaohukhanan, o Imersor, tinha naquela época, trinta anos de idade e já estava apto e preparado para ocupar esse ministério; Veja Nm 4:3-23; 30-35; 39; 43-47. Isso aconteceu no Império de Tibério César, sendo Pôncio Pilatos o governador de Yaohu’dah; Herodes, o tetrarca da Galiléia e seu irmão Felipe/Fylyp, tetrarca de Abilene. Anás e Caifás, sumos sacerdotes...

Veio no deserto a palavra do ETERNO a Yaohukhanan, filho de Zochar’yah, (Lc 3:1-2 - leia o capítulo até o versículo 20); então veja que enquanto isso, o Messias estava na Galiléia aguardando seus trinta anos completos para ir a João/Yaohukhanan, no Jordão/Yardayan para também ser imerso; porque, Ele não podia assumir seu Ministério (perante o povo) sem completar os trinta anos, como diz a lei dada a Moisés/Mehushua.

Disse o Messias: “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas, não vim ab-rogar, mas cumprir”. Mt 5:17.

Então, note bem, o Messias completou seus trinta anos (Lc 3:23) e se dirigiu a João/Yaohukhanan que há seis meses estava imergindo: Então veio Yaohushua da Galiléia ter com Yaohukhanan junto ao Yardayan para ser imerso, mas Yaohukhanan opunha-se-lhe dizendo: “Eu é que careço de ser imerso por Ti, e vens Tu a mim?”.

O Messias, porém respondeu: “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a Justiça”. Então ele o permitiu. Depois da Sua imersão, logo que Yaohu’shua saiu das águas, os shuã-olmayao (céus) abriram-se-lhe e viu-se  o RUK’HA-UL’HIM (UL’HIM, em espírito onipre-sente), descendo como uma pomba. E uma voz do céu disse: Este é o meu ha’Bor (Filho) único, em quem tenho grande prazer”. Mt 3:13-17.

Então foi conduzido O Messias, pelo Espírito, ao deserto para ser tentado pelo diabo, e tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome... Mt 4:1-2. Continue lendo até o versículo 11 deste capítulo de Mateus/Man’yaohuh.

O Messias, porém ouvindo que Yaohukhanan estava preso voltou para a Galiléia, Mt 4:12.

Então queridos irmãos notem que até aqui já se tinham decorrido 220 dias literais da última semana da série de setenta (João/Yaohukhanan, o batista era seis meses mais velho que o seu primo, Yaohushua - Lc 1:36-38 - portanto 6 meses = 180 dias + 40 dias de jejum = 220 dias) e Cristo ainda não tinha pregado o Evangelho a ninguém...

Então você entendeu? Esses 220 dias pertencem à pregação de João/Yaohukhanan, o Imersor. O Messias, então volta para a Galiléia e fica sabendo que o Seu primo havia sido preso...

Quando Yaohu’shua soube que Yao'khanan tinha sido preso, saiu de Yaohu’dáh e voltou para casa, entre os Nudtzoroth’dins, na Galiléia [ha’Galil]. Cedo, porém, se mudou para Kefár’Naokhém, junto ao Mar da Galiléia [ha’Galil], perto de Zabulon e Neftali. Assim se cumpriu a profecia de Yahshua’yaohuh: A terra de Zabulon e de Neftali, junto ao mar, além do Yardayan, na Galiléia [ha’Galil] onde vivem os gentiles; o povo que andava nas trevas viu uma grande luz; uma luz que brilhará sobre todos os que vivem na terra da sombra da morte.” Mt 4:13-16.

Desde então começou o Messias a pregar e a dizer: “Arrependei-vos, porque é chegado o Reino dos Céus”. Mt 4:17.

OBS: Note que diz o Reino dos Céus e não Reino NOS céus... Não é assim que você ora o PAI Nosso (Venha a nós o Teu Reino..)?

Neste versículo vemos o começo da pregação de Cristo que pregou por um espaço de 1150 dias literais até a cruz. Note que no verso 18 é que vemos o Messias selecionando o seu apostolado (Mt 4:18).

Então, voltemos aos pioneiros da IASD, principalmente Miller que fez seu cálculo da profecia de Daniel/Dayan’ul 8:14 em 2300 anos e marcou a vinda de Cristo para 22/10/1844, e o que aconteceu? Seu cálculo falhou e Cristo não veio. Então Miller e uma grandíssima multidão ficaram todos decepcionados, por quê? Por que Cristo não veio, e muitos acharam que não passou de uma grande ilusão. Mas de fato não vamos criticar Miller e os demais que queriam ver esse grande evento, ou seja, a volta do grande Mestre, nosso Salvador!

Mas na verdade foi uma grande negligência, porque marcar a volta de Cristo foi um grandíssimo erro, pois o próprio Cristo disse que esse segredo é só o Seu PAI quem conhece...

“Porém daquele dia e hora ninguém sabe, nem mesmo os anjos do céu nem o Filho, mas unicamente Meu PAI”. Mt 24:36.

Aqueles, pois que se havia reunido, perguntaram-lhe dizendo: Mestre, restaurarás Tu neste tempo o reino a Yaoshor’ul? E disse-lhes: “Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o PAI estabeleceu pelo Seu próprio poder”. Atos 1:6-7.

Então vejamos aqui o grande erro que se cometeu por não examinar bem as Escrituras. Mas se Miller não tivesse cometido esse engano, eu não estaria aqui, hoje, re-examinando esta profecia. No entanto, eu quero deixar um alerta para aqueles da velha plataforma de 1844 que ainda pensam que esse movimento é a Igreja da Profecia: Devem rever (Atos 17:11) e decidir-se porque errar é possível, mas continuar no erro é proibido; é um grande descuido!

Recapitulando, como nós sabemos que setenta semanas representam-se quatrocentos e noventa anos proféticos; uma semana soma-se sete anos, e sete anos somam-se 2.520 dias literais.

Então nossos irmãos, vejam que a pregação de João/Yaohukhanan, o Imersor, foi justamente 220 dias literais... Como vimos, uma semana somam-se 2.520 dias e se tirarmos a pregação de João/Yaohukhanan - 220 dias - restam então as tais 2.300 tardes e manhãs (Dn 8:14). Temos que decorridos, até a cruz, a metade da 70º semana e com os dias que restaram, chegaremos à morte de Estevão/Esteban... Termina aqui o prazo para que o povo judaico deixassem seus pecados... e para que deixassem de contaminar o santuário celestial com as suas transgressões.

Por isto é que a purificação do Santuário - com a dispersão dos judaicos para todas as nações - ocorre na última semana e foi por isto que o anjo confortou a Daniel/Dayan’ul dizendo que estas coisas eram para o tempo do fim... da profecia (não confunda com Fim dos Tempos).

Muitos, porém, vêem o cumprimento desta profecia (das 2.300 tardes e manhãs) como sendo 1.150 dias (uma alusão aos sacrifícios da manhã e da tarde que ocorriam no templo) e que se cumpriram durante o período em que Etíoco Epifânio profanou o templo (leia Macabeus, um livro não inspirado e que está nas Escrituras Católica), porém, historicamente sabemos que a profanação de Etíoco durou 1030 dias e o ETERNO é muito exato para errar o tempo de um fato! Além de que Etíoco Epifânio é assunto do capítulo 11 de Daniel/Dayan’ul e não desta profecia relatada no cap. 9...

Hoje, Cristo continua purificando, com o Seu sangue, o Santuário Celestial. Estamos em pleno Juízo Final...

Já não nos resta muito tempo. Irmãos, vamos ajoelhar agora perante o CRIADOR e silenciosa-mente pedirmos perdão pelos nossos pecados na certeza de que o nosso Sumo-sacerdote, Yaohu’shua hol’Mehushkyah, está advogando neste momento em nosso favor, perante o PAI. Após alguns instantes de silencio (enquanto cada um de nós fala ao Mestre) eu vou dizer amém e então o irmão _ _ _ irá fazer uma oração em nosso favor...

 

ATENÇÃO: Este módulo não contem a parte RESPONDA!!!

 

OBSERVAÇÕES:

Confirme as passagens bíblicas com a sua Bíblia; mesmo que seja uma bíblia corrompida (trinitariana).

@ - Responda e nos envie a Lição...  No fim de TODAS as Remessas, enviaremos um Certificado de Conclusão que pode ser impresso e colocado em uma moldura!

 

SAIR

 

Preencha o Formulário abaixo para solicitar um estudo sobre um tema específico ou dar a sua opinião sobre este estudo... Não fique com dúvidas!!!

CONTATOS

[15] 9 9191-8612 (CLARO)

         9 9781-0294 (VIVO)

         9 8121-3482 (TIM)

         9 8800-1763 (OI)

falecom@cyocaminho.com.br

 

DÚVIDAS

 

  

ESTE QUADRO AO FICAR BRANCO É PORQUE O FORMULÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO

AGUARDE A NOSSA RESPOSTA!