Congregação Yaoshorulita oCaminho

 Escrituras Sagradas segundo o NOME

Quem Somos

COMO FAZER PARTE DA CYC

CONTRIBUIÇÕES

SEMINÁRIO EM SUA CIDADE!

MAPA DO SITE

 

SHEMA YSRAEL, YAOHUSHUA ELOHENU UL, YAOHUH  ECHAD! Dt 6:4.

Escuta Yaoshor'u! Yaohushua é o nosso Criador; o Eterno é um Só!

Principal

Onde Estamos

Assim Cremos

ESN - Editora

Curso de Teologia

Encher o Caco, ou Ser Cheio do Espírito?

(Dave John Merkh)

"Beber ou não Beber: Eis a Questão"

Introdução:

"O jovem esperto recusa bebida Pois sabe que pode tirar-lhe a vida."

O Joel, com 15 anos de idade um cristão dedicado, se sentiu sem jeito. Havia jogado futebol de salão durante mais de duas horas com a galera do seu prédio, quase todos mais velho que ele. No último jogo, havia marcado o gol decisivo. Para celebrar, seu time decidiu sair juntos comer uma pizza. Mas antes que a pizza chegasse, um dos jovens do time pediu uma jarra de cerveja para "celebrar" e "matar a sede". E o primeiro para ser servido foi o Joel. "Em honra ao artilheiro Joel!" ele anunciou. Todos levantaram seus copos para brindar o jovem atleta.

Por séculos cristãos têm debatido a simples pergunta: "O crente pode ou não tomar bebidas alcoólicas?" Antes de enfrentar o bombardeio de tentações e seduções para beber, o cristão precisa resolver esta questão. Mas como decidir? Se escutarmos as muitas propagandas que nos cercam, não há dúvida: vamos beber! Se seguirmos o velho ditado, "A voz do povo é a voz do CRIADOR", a nossa posição já foi tomada: vamos beber!

Mas para o cristão que tem na Palavra do CRIADOR a sua autoridade final, a decisão não é tão simples. Há considerações sérias a serem repensadas pelo jovem que realmente quer enfrentar a questão com olhos abertos. Talvez seja surpreendente para alguns descobrirem quanto o CRIADOR fala do assunto, e em termos tão atuais.

Alguns afirmam que a Bíblia não proíbe o uso moderado do álcool. Têm razão, se você está procurando um texto que categoricamente veda a bebida. Mas há muitos textos que dão fortes advertências contra seu uso, advertências comprovadas por fatos e estatísticas atuais. Seja extraída da Bíblia, seja do jornal, a conclusão deve ser a mesma: a bebida pode estragar não somente a sua vida, mas também a vida daqueles ao seu redor.

A seguir, algumas considerações bíblicas que desafiam o jovem a parar e pensar, antes de "encher o caco".

1. A bebida engana, seduz, e vicia muitas pessoas. Poucos começam a beber pensando em se tornar bêbedos. Mas as estatísticas não mentem: 1 em 3 jovens que começa a beber, termina alcoólatra. A natureza do álcool é que vicia (Pv. 23:34,35; Is. 5:11,22). Seduz, engana e mata. Não todos, mas números suficientes para servir de alerta para qualquer jovem esperto! Provérbios adverte contra a atração da bebida:

"Não se deixe enganar pela bela cor, pelo brilho e pelo sabor do vinho forte. Quando você acaba de beber sentirá dores muito fortes, como uma mordida de cobra ou uma picada de víbora" (Pv. 23:31,32). "O vinho perturba o homem e dá uma falsa coragem. Como são loucos os homens que se entregam à bebida e acabam dominado por ela." (Pv. 20:1)

2. A bebida destrói a vida. Outra vez, é o livro de sabedoria, Provérbios, que nos dá a alerta "Quem tem o coração carregado de sofrimento e dor? Quem vive se metendo em brigas e confusões? Quem está sempre machucado? Quem está sempre com os olhos inchados? É o homem que passa horas e horas nos bares, tomando "umas e outras", misturando vários tipos de bebida" (Pv. 23:29,30) O texto continua descrevendo o fim da pessoa que se entrega para a bebida:

Ficará tonto como um marinheiro em alto mar, no meio de uma terrível tempestade, tropeçando e caindo sem ter no que se apoiar. Mais tarde você lembrará que levou uma surra e dirá: Alguém me deu uma surra mas eu não senti dor . . ." E ainda tonto, pensará: "Quando será que eu vou conseguir levantar? Quero beber mais um pouco" (Pv. 23:34,35).

Quer um exemplo mais gráfico? É só olhar nas ruas, nas praças, nas favelas...

3. A bebida leva à pobreza. Durante boa parte da minha vida, sofri pessoalmente as consequências de um lar desestruturado pela bebida. Certa vez calculei que meus pais gastavam mais de $US 2.000 por ano no álcool. Isso, enquanto a família passava por grandes necessidades e precisava emprestar dinheiro de parentes para sobreviver! Seria impossível calcular a perda causada pela bebida em termos de doenças, mortes, e sofrimento emocional.

Mas nada disso é novidade para o CRIADOR! De novo, Ele nos fala através de palavras atuais em Provérbios:

"Não se meta com pessoas que só pensam em comer e beber. Eles esbanjam seu dinheiro nas farras e acabam na pobreza; bebam demais, caem no sono, não trabalham e acabam a vida como mendigos" (Pv. 23:20,21).

4. A bebida perverte o bom senso. "Você começará a ver coisas estranhas e a falar bobagens, coisas sem sentidos e sem valor" (Pv. 23:23). O Novo Testamento também esclarece este poder satânico da bebida para nos controlar, ou melhor, de remover os controles normais. Diz "Não bebam muito vinho, porque muitos males se encontram nesse caminho; em vez disso, sejam cheios do Espírito de Yaohushua e governados por Ele" (Ef. 5:18). Em outras palavras, o oposto da plenitude (controle) do Espírito é o controle que a bebida faz quando destrói o bom senso e leva para muitos males.

Além disso, a bebida é proibida para todos que ocupam posições de liderança. Por que? Provavelmente pela necessidade de sempre ter uma mente clara para tomar decisões que afetavam a vida de muita gente. O CRIADOR falou para o sumo-sacerdote Arão:

"Não beba vinho nem qualquer outra bebida forte quando tiver de entrar no Tabernáculo. Se beber, morrerá. E esta regra vale também para os seus filhos e para os seus descendentes de geração em geração" (Lv. 10:9,10).

Provérbios ecoa este princípio: "Não é próprio dos reis . . . não é próprio dos reis beber vinho, nem dos príncipes desejar bebida forte, para que não bebam, e se esqueçam da lei, e pervertam o direito de todos os aflitos" (Pv. 31:4,5) (veja também 1 Tm. 3:3,8; Os. 4:11, Is. 28:7,8). Mas o Novo Testamento diz que nós cristãos somos um "sacerdócio real", "sacerdotes santos" do Rei Yaohushua (1 Pd. 2:5,9). Será que é menos importante para nós estarmos em pleno poder do bom senso e juízo? Será que podemos brincar com algo tão forte como a bebida, que perverte o coração e o testemunho de tantos?

Outras Considerações

Talvez você esteja pensando, "Mas você está falando de pessoas que abusam o álcool. Sei beber com moderação. A Bíblia somente proíbe bebedice." Talvez tenha razão. Mas precisa saber todos os fatos antes de tomar uma decisão:

1. Fora alguns textos que recomendam um uso anestésico ou medicinal do álcool (1 Tm. 5:23, Pv. 31:6,7 Lc. 10:34 - não existia medicina naqueles dias; mesmo hoje, muitos remédios são feitos à base de álcool), a ênfase da Palavra do CRIADOR é que "vinho e bebida forte" são perigosos para o filho do CRIADOR.

2. Segundo, quase todos concordam que a Bíblia condena "bebida forte", ou seja, bebida alcoólica.

3. Em terceiro lugar, basta reconhecer que não vale a pena experimentar algo que tem tanto potencial para o mau. Ninguém começa a beber com a intenção de se tornar um bêbedo. São muito raras as pessoas que sempre conseguem beber com moderação, sem nunca ficarem bêbedas.

4. Finalmente, olhando para os resultados da bebida na sociedade deve dar um susto em qualquer jovem contemplando esta questão. Álcool é uma das causas principais de morte entre jovens; a causa principal na maioria dos acidentes de trânsito; um agente fatal em muitas doenças; um fator chave em muitos crimes, inclusive o maltrato de esposas e crianças; uma das causas principais de muitos divórcios. Quem já não foi tocado por uma ou outra destas consequências da bebida? Quem gostaria de ser responsável por uma delas?

5. Quão desagradável se torna uma pessoa bêbada! Ninguém gosta dela!

Perante estes fatos e as fortes advertências da Palavra do CRIADOR, basta que cada jovem responda algumas perguntas:

Realmente preciso da bebida?

A bebida tem mais potencial para o bem ou mau?

Tenho certeza absoluta de que eu serei um dos poucos que sabe usar a bebida com moderação?

Estou convencido, à luz da Palavra do CRIADOR, de que as bebidas de hoje não constituem "bebida forte" proibida pelo CRIADOR?

Por que eu quero beber? Estou sendo pressionado pelos colegas? Não sei resistir?

O fato de eu beber prejudicará outros irmãos na fé (cf. Rm. 14:21)?

Posso glorificar ao CRIADOR, bebendo (1 Co. 10:31)?

Joel ficou vermelho quando seus colegas brindaram-no pelo seu performance no jogo, mas agradeceu a homenagem, e depois pediu ao garçom para trazer um guaraná para ele. "Não tomo cerveja" foi tudo que ele comentou para seus companheiros mais velhos, que lhe deram um olhar estranho, mas deixaram-no em paz. "Afinal das contas" ele pensou, "prefiro ser cheio do Espírito do que encher o caco!"

FAÇA O CTA - CURSO DE TEOLOGIA APLICADA [UNITARIANO]

 
 

DÚVIDAS

 
 

  foxyform

 

VOLTAR

Temas DVs

HOME

CYC

CONGREGAÇÃO

YAOSHORUL'ITA

O CAMINHO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

.